Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca

O que você espera de 2017?

 
ver todos os resultados
 
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 17 de dezembro de 2017  


01/12/2017
Lula pode ser o candidato de Temer e do PMDB? - Jorge Serrão

Jorge Serrão

Sempre governista desde a proclamação da “Nova República” de 1985, o PMDB não deseja largar o osso do Palácio do Planalto em 2018. Mesmo batendo o recorde de impopularidade na cadeira presidencial, Michel Temer  tem tudo para apoiar, preferencialmente por debaixo dos panos, a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva – velho parceiro peemedebista. Claro, o apoio só não vem se Lula acabar impedido de concorrer quando o Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmar a condenação dele, em meados de setembro de 2018.

Já se fala, com seriedade, que o cardeal peemedebista Nelson Jobim está conchavando, seriamente, para ser o candidato a vice na chapa quente do companheiro $talinácio. Homem que já vestiu todas as casacas da República – ex-constituinte, ex-ministro do STF, ex-ministro da Justiça, ex-ministro da Defesa (quando até usou farda de general quatro estrelas), Nelson Jobim hoje cumpre a missão, nos bastidores, de articular a defesa de ilustres enrolados na Lava Jato e outras operações menos votadas da Polícia Federal. Só por isso já seria o cara ideal para vice do “presidiável” Lula.

O apoio descarado ou velado do PMDB a Lula tem uma razão bem simples: ele incorpora a figura com poder bélico suficiente para enfrentar aqueles que combatem a corrupção. No PMDB, ninguém tem tal perfil – nem o “General Jobim”. O impopular Temer não tem a menor condição de disputar uma reeleição. Assim, só lhe restaria fechar um acordo com a turma do $talinácio. Seria uma espécie de pacto de não agressão, sobretudo se Lula eventualmente ganhar a disputa. O PMDB deseja apenas continuar no poder, como sempre esteve. Não é à toa que Temer até evita “esculachar” Dilma e o próprio Lula – sempre que finge atacar o regime petista, de cuja cúpula fez parte... A petelândia não esquece o vice-traidor, porém tem a ordem de cima para atenuar os ataques ao “governo-morto”.

A ordem geral é articular uma poderosa linha de frente para atacar a candidatura de Jair Bolsonaro que desponta como grande favorito ao Palácio do Planalto. $talinácio cansa de avisar seus fanáticos seguidores que “fará o diabo” para arrasar com o “mito”. Até agora, os inimigos do Bolsonaro não descobriram como vão neutralizá-lo. Certamente, vem muita baixaria e golpe baixo contra o deputado do Patriotas. O duro vai ser impedir Bolsonaro de concorrer por uma possível condenação naquela putaria suprema armada pela deputada Maria do Rosário ou por uma contra condenação porque pescou um peixinho em uma área de proteção ambiental em Angra dos Reis. No entanto, no Brasil dominado pelo Crime Institucionalizado, tudo é possível.

A tal esquerda aloprou. O PSDB sem rumo até promoverá uma reunião com o PT e outros partidos de canhota para tentar barrar o que chamam de “onda ultraconservadora”. O alvo claro é o Bolsonaro. A esquerdalha roubou, foi incompetente na gestão, além de ter seus principais líderes processados e perto de uma condenação. No entanto, ela não desiste de ocupar o podre poder em Bruzundanga. A sorte nossa e azar deles é que seu único candidato com chance é Lula (mais próximo da cela de uma cadeia ou de uma prisão residencial que do Palácio do Planalto)...  

 




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



16/12/2017 - Ricos do Brasil, o seu candidato só pode ser o Lula - Clóvis Rossi - Se eu fosse rico, torceria para que Luiz Inácio...
15/12/2017 - Daqui não saio...! - Bernardo Mello Franco - A ministra Luislinda Valois não quer desgrudar da cadeira....
14/12/2017 - A crise brasileira e o passado... - Clóvis Rossi - Todo o formidável progresso dos últimos 50 foi incapaz...
13/12/2017 - Muito além da mala - Bernardo Mello Franco -  Um homem sai apressado de uma pizzaria nos Jardins....
13/12/2017 - Lula é candidato a não ser candidato - Jorge Serrão - É hora de meter a mala e falar a...
12/12/2017 - A inspeção veicular não pode ser outro propinoduto - Jorge Serrão - O Brasil tem o vício maldito de copiar idéias...
11/12/2017 - Aldous Huxley e Shakespeare - admirável mundo novo ----- Theófilo Silva - A belíssima sentença Admirável Mundo Novo, que dá título...
10/12/2017 - O marechal Castelo Branco criticou a fúria carcerária - Elio Gaspari - Em maio de 1965, um coronel que chefiava inquéritos...
10/12/2017 - A complexidade da simplicidade - Carlos SA - “SÁBIO É AQUELE QUE CONHECE OS LIMITES DA PROPRIA...
10/12/2017 - Este Brasil - Janio de Freitas - Ninguém, parece mesmo que ninguém, tenta pensar o Brasil...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca