Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca

O que você espera de 2017?

 
ver todos os resultados
 
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 18 de outubro de 2017  


22/08/2007
Subsecretário de Meio Ambiente fala sobre estação de tratamento e poluição

Por: Antônio Caetano

Esperança para o Ribeirão Sobradinho, com anúncio de despoluição e tratamento de esgoto.

Entrevista com o subsecretário de Meio Ambiente e presidente do Instituto Ambiental do Distrito Federal, Gustavo Souto Mayor. 




Repórter: A ordem de serviço que o governador Arruda assinou no dia 03 de agosto, no Governo das Cidades, no valor de 9 milhões de reais, para construção de uma nova estação de tratamento de esgoto e recuperação da estação existente é mesmo pra valer e salvar o Ribeirão Sobradinho, ou pode acontecer como no governo passado, quando Roriz assinou ordem idêntica no governo itinerante, no valor de oito milhões de reais para obra de uma nova estação que nunca saiu do papel?

Gustavo Souto Mayor – Olha, o que eu sei é que todas as ordens de serviço que o governador tem assinado, em todos os governos da cidade, ele próprio tem cobrado exaustivamente o cumprimento delas. Então todas as obras que tem autorizado ele está fazendo um acompanhamento ‘pari passu’ conferindo se estas obras estão sendo feita ou não, é seu desejo que todas essas obras sejam executadas dentro do tempo previsto, então eu tenho certeza absoluta que essas obras serão feitas, se não forem feitas azar de quem não fizer, porque ele, o governador, tomará alguma medida drástica contra isto.

Repórter – O senhor é defensor ferrenho da preservação do meio ambiente, o nosso Ribeirão que está agonizando, em datas anteriores, várias vezes, recebeu o seu apoio, o seu grito de alerta na luta contra o crime que contra suas águas e sua flora aquática está sendo cometido. A população de Sobradinho tem o apoio da Secretaria de Meio Ambiente nesta luta para que essa obra se concretize e o Ribeirão se salve dessa morte anunciada?

GSM – Com certeza, porque isso aí é uma questão ambiental, saneamento é uma questão ambiental, tratamento de esgoto, abastecimento d’água, drenagem fluvial, tudo isso é uma questão ambiental da maior importância, logicamente, a Secretaria de Meio Ambiente, na atualidade o Instituto Brasília Ambiental que é obra executora da política ambiental do DF, com certeza, apóia todos esses pleitos porque isso trata de qualidade de vida e melhoria ambiental para a população do Distrito Federal.

Repórter – O Ribeirão Sobradinho, da sua nascente até no momento em que acontece a deságua no Rio São Bartolomeu, que todos os brasileenses devem lembrar, o São Bartolomeu é fonte de abastecimento de água potável para uma grande parte da população, se encontra comprometido pela poluição. É comum ver sofás velhos, colchões, pneus e até animais mortos atirados em suas águas, o Instituto Brasília Ambiental tem condição de apoiar a recuperação total ?

GSM – Hoje, no Governo das Cidades aqui em Sobradinho (03/08), o Governador assinou uma determinação que se encontra em meu poder para que essa recuperação seja iniciada, obviamente precisamos de recurso para fazer, mas como ele assinou essa determinação não só para a recuperação do Ribeirão, mas também para recuperação dos quatro parques ecológicos existentes aqui em Sobradinho, principalmente para três deles totalmente abandonados, ele assinou essa determinação para que se inicie imediatamente a revitalização desses parques e o Rio e quando ele põe no papel assinatura dizendo que é prioridade é porque é para fazer realmente e com certeza será feito.

Repórter – O senhor tem a previsão do início dessas obras?

GSM – A revitalização dos parques já está marcada uma reunião com a comunidade sobradinhense envolvida com esses parques para traçar um planejamento de como será realizada as obras e a própria comunidade local deve assumir a gestão desses parques que não deve ficar somente na responsabilidade do GDF e vamos fazer parceria com essa comunidade que é muito bem organizada para que ela própria possa gerir seus parques.

Repórter – As ordens de serviços foram assinadas pelo governador, mas a verba para execução dessas obras existe no caixa do Governo?

GSM – Com certeza existe, quando o governador assina uma ordem de serviço é porque  tem o dinheiro, houve uma grande economia durante os sete meses de governo, com entrega de prédios alugados, carros, demissão de muitos cargos de confiança, e assim o governo conseguiu economizar recursos razoáveis e agora esse dinheiro será usado nessas obras.




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  

COMENTÁRIOS
Enviado por: marcio dàgostini - E-mail: Sem E-mail

r antonio caetano , muito bacana o seu trabalho, achei a entrevista muito oportuna, porém queria.se me permitir fazer uma correção importante.Quando o senhor fala em drenagem . Esse tipo de alternatina técinica é para dreno de aguas de chuvas , onde chamamos de PLUVIAL , e não Fluvial , o resto o senhor está de parabéns...



18/12/2007 - Paulo Octávio inaugura brinquedoteca no hospital de Planaltina - O vice-governador Paulo Octávio realizou uma visita na manhã...
02/11/2007 - Paulo Octávio fala sobre a saúde em Planaltina e no DF - Acompanhado do secretário de Saúde Geraldo Maciel, o governador...
24/10/2007 - Secretário de Saúde do Distrito Federal fala ao alias - Em visita à Regional de Saúde de Planaltina, na...
08/08/2007 - Administrador, secretários da Saúde, Ciência e Tecnologia falam ao alias - Durante a estada do governador José Roberto Arruda em...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca