Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 18 de agosto de 2018  


15/08/2018
Bijou, quelônios e censura - Hélio Schwarstman

Paulistanos com mais de 50 anos hão de recordar-se do Cine Bijou, na praça Roosevelt. Não sei se por miopia dos porteiros ou por militância libertária dos proprietários, o Bijou deixava a molecada entrar nos filmes proibidos para menores de 18 anos, tendo sido importante para a formação cultural de toda uma geração.

Foi no Bijou que assisti a “Laranja Mecânica” (1971), de Stanley Kubrick, que levou vários anos para ser liberado pela censura brasileira e mesmo assim com patéticas bolinhas pretas que corriam atrás das partes pudendas dos atores na tentativa de encobri-las. O efeito era provavelmente o contrário do pretendido, pois as bolinhas só escancaravam o ridículo da censura em geral e a estultice do regime militar em particular.

Lembrei-me disso ao ler o noticiário sobre a censura sofrida pelo biólogo americano Richard Vogt. O pesquisador, que estuda tartarugas fluviais no Brasil há mais de 20 anos, havia preparado, para a cerimônia de um prêmio que receberia nos EUA, apresentação que trazia fotos de colaboradoras brasileiras vestindo biquínis enquanto manuseavam os quelônios.

Sem que Vogt fosse informado, a organização do evento mandou colocar tarjas escuras sobre as pesquisadoras. O prêmio concedido a Vogt foi na sequência cassado pela Liga Americana de Herpetologia, sob a alegação de que seu comportamento em relação às mulheres é inadequado.

Se existem acusações concretas contra Vogt, elas devem ser investigadas, mas vai contra o princípio da liberdade acadêmica interferir à revelia numa comunicação científica. Pior, as alterações tiveram caráter claramente moralista, dimensão que deveria estar excluída da ciência.

Que a ditadura militar de uma republiqueta sul-americana tenha recorrido às bolinhas para censurar é algo lamentável, mas não surpreendente. Que uma associação científica impulsionada pelo#MeToo tenha feito o mesmo é preocupante.Encaminhado por Carlos SA.




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



15/08/2018 - Barulho histérico - Rubens Shirassu Júnior* - Os moradores de várias cidades do Brasil estão estressados,...
14/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!Pensamento...
14/08/2018 - Nascem estrelas no fim do andar - Rubens Shirassu Júnior - Numa das mais belas e tocantes metáforas do ato...
13/08/2018 - Uma fornalha chamada Terra - Clóvis Rossi - Os ponteiros do relógio da catedral de Utrecht, na...
13/08/2018 - Ainda o debate - Celso Rocha de Barros - O debate entre os presidenciáveis da última quinta-feira (9) na TV...
11/08/2018 - A coruja de Ipanema - Ruy Castro - Há um mês que a vemos, todas as manhãs,...
11/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - De tanto botox, o Alvaro Dias ficou a cara...
09/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!É...
09/08/2018 - O previsível golpe da fraude eleitoral - Jorge Serrão - Lei existe para ser cumprida... Lei que precisa de...
07/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!Piadas...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca