Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 26 de março de 2019  


11/03/2019
Algumas da coluna do Elio - Elio Gaspari

Hardt não leu

A defesa de Lula está sendo boazinha com a juíza Gabriela Hardt, que o condenou a 12 anos no processo do sítio de Atibaia. Reclamam porque ela copiou e colou trechos de outra sentença de Sergio Moro.

É pior. A doutora simplesmente não leu o que assinou. Se tivesse lido, não diria que Léo Pinheiro e José Aldemário Pinheiro são duas pessoas diferentes. Léo é o apelido de Aldemário. Esse seria o erro menor.

Na última página de sua sentença, quando colou o trecho da sentença de Moro, ela menciona um "apartamento" quando julgava o caso de um sítio. "Apartamento" erao tríplex do Guarujá

A juíza não leu o que colou. 

Vivandeiras

Seja qual for a leitura que se faça da frase de Bolsonaro —"democracia e liberdade só existem quando a sua respectiva Força Armada assim o quer"—, fica uma pergunta: e quando elas não a querem, o que entra no lugar?

A resposta simples é que se vai para uma ditadura, mas isso não é tudo. Vai-se também para um período de anarquia militar.

Na ditadura das louvações de Bolsonaro, a anarquia instalou-se na madrugada de 2 de abril, quando o general Costa e Silva nomeou-se ministro da Guerra. Sucederam-se sedições. Em 1965, o marechal Castello Branco foi obrigado a editar o Ato Institucional nº 2, que acabou com a eleição para presidente e governadores. Em 1968, Costa e Silva foi (com gosto) levado a baixar o AI-5. Em 1969, impedindo a posse do vice-presidente Pedro Aleixo para instalar a Junta Militar dos "Três Patetas".

Em outubro de 1977, no último suspiro da anarquia, o ministro Sylvio Frota achou que emparedaria o presidente Ernesto Geisel. Foi demitido.

O então capitão Augusto Heleno, atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional, deve se lembrar desses dias, pois era um jovem ajudante de ordens de Frota.

O capitão Bolsonaro deixou o Exército em 1988, com a carreira comprometida por atos de indisciplina. Como paisano, deve evitar uma carapuça lançada em 1964 pelo marechal Castello Branco quando apontou para as "vivandeiras alvoroçadas, (que) vêm aos bivaques bolir com os granadeiros e provocar extravagâncias do Poder Militar". 

Paulo falará?

A banda chique do PSDB paulista está conformada e acha que em breve seu operador Paulo Vieira de Souza começará a colaborar com a Viúva.

Paulo Preto está na cadeia e já foi condenado a penas que somam mais de um século.Encaminhado por Carlos SA.

 




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



26/03/2019 - Temer troca improvisada cela pelos braços da bela Marcela - Jorge Serrão - A interpretação libertária da nossa Constituição não permite deixar...
26/03/2019 - Doentes Saudáveis - Drauzio Varellla - Quanto mais velho fico, menos medicamentos prescrevo. Xaropes, vitaminas,...
19/03/2019 - Macaco Simão...Urgente - Os Trumpalhões - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O Esculhambador Geral da...
19/03/2019 - Bocólsonaro? - Carlos Maurício Mantiqueira - Não fôramos macaco velho, estaríamos hoje apopléticos, aparvalhados, perplexos...
18/03/2019 - O mundo no bolso - Ruy Castro - Um sujeito chamado Jerry Merryman morreu no dia 27...
16/03/2019 - Ditadura Togada? - Jorge Serrão - Alguns problemas inviabilizam o Brasil. O Modelo Estatal Capimunista...
15/03/2019 - A Educação pela bala - Vladimir Safatle - Como se não bastasse a tragédia, na sequência há...
15/03/2019 - Cama - Fernando Torres - Lisboa. O taxista que me levou até o aeroporto era...
14/03/2019 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Piada Pronta:...
11/03/2019 - Perdendo o sono - Hélio Schwartsman - Nos últimos anos, caí numa rotina de dormir entre cinco...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca