Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 15 de outubro de 2018  


11/10/2018
Patrulhamento Ideológico vira Politicamente Correto - Jorge Serrão

Jorge Serrão

O Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico cumpre sua missão mais canalha nesta eleição 2018. Desconstruir imagens verdadeiras, abusando dos conceitos falsificados para corromper a realidade se tornou um vício praticado pelo extremismo esquerdista. Na era das comunicações digitais instantâneas, vivemos um fenômeno interessante e perigoso: o velho patrulhamento ideológico precisou se disfarçar de “politicamente correto”. É a pura contravenção da moral.

O fenômeno é fácil de explicar. As expressões usuais e corriqueiras, que todos nós usamos no dia-a-dia, com familiares, com amigos ou que vemos em telenovelas e filmes, quando atribuídas a uma figura pública, têm sido utilizadas contra ela, para distorcer o real significado do que foi dito ou praticado. Em se tratando de um político considerado adversário/inimigo, o patrulhamento difunde rótulos falsificados que arrasam com a imagem pública do indivíduo.

O Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico joga muito sujo e distorce a verdade e a realidade. A perseguição é tão eficaz que nenhuma figura de vida pública pode mais fazer uso de expressões usuais como qualquer cidadão. Tudo que é dito acaba explorado pelo Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico. Qualquer cidadão pode se referir ao torcedor de um time famoso como “mano”. Se algum político o fizer, será chamado imediatamente de racista, preconceituoso e mais 500 adjetivos de uso exclusivo do Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico.

Se este mesmo político adversário se referir ao sexo oposto, seja homem ou mulher, com alguma expressão de uso corrente, que todos usamos diariamente, tipo TPM, Corno, Mal Amado(a), ele será trucidado pelo Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico. Acabará acusado de Homofobia, Fascista, Nazista e mais 500 adjetivos similares e completamente fora do contexto verdadeiro em que foi originalmente empregado.

Nos barzinhos da vida, é fácil testemunhar pessoas chamarem amigas de “assanhadas”, apenas pelo prazer de promover uma brincadeira com a figura mais tímida que ousou olhar para um rapaz de outra mesa. Se um político adversário for flagrado apenas participando da brincadeira, o Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico se encarregará do seu linchamento público. O sujeito será transformado em “inimigo das mulheres”.

Mas quando se trata de uma figura política “amiga” dos patrulheiros, o entendimento é diferente. O Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico informa a todos os leitores, telespectadores e cidadãos que o político utiliza as mesmas expressões chulas que o “povo”, porque suas origens são as mesmas, “populares”.

Se esta figura política amiga disser que foi até o Nordeste comer buchada de bode e que tem um pé na cozinha, ele será considerado um sociólogo militante. De tanto ler livros sobre a população brasileira, ele, metafisicamente, se consolida como uma figura “amiga” da população mais humilde e carente do Brasil. Ou seja, os patrulheiros inventam um personagem que não existe. Se for aliado, ele é lindo. Se for adversário/inimigo, acaba descrito como um monstro.

Um povo se expressa de acordo com sua cultura, sua história, seus usos e costumes. O Patrulhamento Ideológico disfarçado de Politicamente Correto ignora tal princípio e pratica uma grande hipocrisia. Aqueles que defendem ostensivamente o autoritarismo do politicamente correto deveriam atentar muito mais para o conteúdo do que à forma. Só que eles não têm compromisso com a Verdade – definida como “a realidade universal permanente”.

O Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico promove uma censura a todos que deseja combater. E para obter sucesso, eles distorcem as palavras quando lhes interessa. Essa é a grande canalhice. E ela vem disfarçada de ares do Politicamente Correto. O que é permitido ou não é definido, artificialmente, pelos intelectuais orgânicos, os falsos deuses da sabedoria.

Ainda bem que existe uma “vacina” social contra tais ditadores pretensamente democráticos. O Alto Comissariado do Patrulhamento Ideológico, tão presente nos veículos tradicionais de mídia, está com os dias contatos. A população, interligada nas redes sociais, consegue checar, em tempo real, se de fato existe ou não conotação pejorativa na atitude ou discurso praticado pela vítima dos patrulheiros.

Os patrulheiros são fáceis de identificar. Não querem mudanças estruturais no Brasil. Desejam mais poder estatal para subjugar e tutelar as pessoas. Só defendem a Liberdade quando ela lhes favorece. Do contrário, recomendam e praticam a repressão contra seus alvos de perseguição. Enfim, essa é a essência do verdadeiro fascismo dos companheiros patrulheiros.

Eles foram os grandes derrotados no 1º turno eleitoral. Apesar da insistência na canalhice, também serão os grandes perdedores no 2º turno.




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



13/10/2018 - Bolha - Fernanda Torres - No programa de David Letterman na Netflix, Barack Obama...
11/10/2018 - O ódio do bem do petismo - Cora Rónai - O Globo - .Milhões de eleitores foram agredidos pela retórica de Lula...
11/10/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O Esculhambador Geral da...
10/10/2018 - Jaques Wagner entra em campo - Elio Gaspari - Fernando Haddad e o comissariado petista querem costurar uma...
10/10/2018 - A derrocada - Maria Herminía - Como pedras de papel, os votos dados no primeiro...
10/10/2018 - Como se faz um candidato - Rubens Shirassu Júnior - Política é uma coisa séria, eleição outra, onde fatores...
09/10/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!O...
08/10/2018 - Mundo olha para o Brasil com horror - Clóvis Rossi - Há relativo consenso de que a democracia corre risco. ...
08/10/2018 - A volta da coruja - Ruy Castro - Pouco antes de sair de férias, contei a história...
06/10/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! o esculhambador-geral da República!Ereções...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca