Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 19 de setembro de 2018  


09/04/2018
Só golpe no STF pode soltar Lula - Jorge Serrão

“Petistas, quando passar a sua mágoa, juntem-se a nós e vamos pedir a prisão de Temer, Aécio, Renan e outros corruptos”. Este apelo do Movimento Avança Brasil – que parece ironia – apenas indica que a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva simboliza apenas o começo de um gigantesco trabalho de limpeza institucional inadiável.

Infelizmente, o Crime continua no Poder (ou nos poderes). Temos de conter e mudar o pior de todos os bandidos: o Estado-Ladrão com sua Constituição-Vilã e mais de uma centena de milhares de leis. Uma eventual delação premiada de Lula (quem sabe) não nos ajuda a pegar outros bandidos? Transforme-se em herói, Lula... Dedure seus parceiros no crime...

7 de Abril, foi mais um dia especial para a construção da Democracia – a Segurança Jurídica, Institucional e Individual. Lula primeiro se entregou à cachaça e depois, finalmente, à Polícia Federal. O espetáculo midiático - que mobilizou todo o País no “Dia do Jornalista” – mostrou que Lula pode ter praticado seu último delito. No “show-missa” – falsamente em memória da falecida esposa Marisa Letícia -, Lula juntou radicalóides em uma carreta de som para fazer apologia ao Crime. Novamente, talvez pela última vez, Lula desafiou o Judiciário, o Ministério Público Federal e a Polícia, depois de embromar, durante 26 horas, a inevitável entrega à PF.

Muita gente queria ser uma mosquinha com uma microcâmera embutida para ver como Lula acordou sóbrio e com ressaca, na manhã deste domingo. Imagina Lula, depois do cachaçal de ontem (aquela garrafinha de água que não parecia ser mineral, mas sim “mineiral” - registrada pelas câmeras de televisão), despertando e constatando que perdeu a liberdade, em uma sala de 15 metros quadrados (5 x 3 metros) da Superintendência da PF na “República de Curitiba”. Imagina Lula, em plena crise de abstinência, tendo a certeza de que está inelegível. Pode até ousar um registro de candidatura presidencial, com chance de vitória, porém dificilmente o Judiciário permitirá que tome posse, porque a Lei da Ficha Limpa é bem clara...

Lula agora é mais presidiável que presidenciável. No entanto, é preciso registrar para a História que foi mitomaníaco e criminoso o discurso inflamado por cachaça e com uma hora de duração, antes da entrega à PF. Foi patético o ataque de Lula à mídia, em pleno Dia do Jornalista. Ele bateu naquela imprensa hegemônica que lhe morde e assopra: "Eu tenho mais de 70 horas de Jornal Nacional me massacrando. Eu tenho mais de 70 capas de revista me massacrando. Mas o que eles não sabem é que quanto mais eles me atacam, mais cresce a minha relação com o povo brasileiro".

O trecho mais grave da fala bêbada de Lula representou uma incitação revolucionária ao crime. Lula produziu uma tese messiânica e criminosa: "Vou atender [o mandato de prisão] porque quero fazer a transferência de responsabilidade. Eles acham que tudo o que acontece nesse país acontece por minha causa. Mas não adianta achar que eu vou parar quando eu for preso, porque eu não sou mais um ser humano, eu sou uma ideia. Não adianta tentar parar o meu sonho, porque quando eu parar de sonhar, sonharei pela cabeça de vocês. O meu coração baterá pelo coração de vocês, e são milhões de corações. Quanto mais dias me deixarem lá [preso], mais Lulas vão nascer neste país".

Mais incitação criminosa feita por Lula: "Eles têm que saber que a morte de um combatente não para a revolução.  Eles têm que saber que nós vamos regular os meios de comunicação para que o povo não seja mais vítima das mentiras que a imprensa conta. Eles têm que saber que o povo vai queimar os pneus que vocês querem queimar, vai fazer as passeatas que vocês querem fazer e as ocupações que vocês querem fazer. Os poderosos podem matar uma, duas ou cem rosas, mas jamais vão deter a chegada da primavera. E a nossa luta é pela chegada da primavera” (esta última frase Lula roubou de outro criminoso, o assassino Che Guevara).

O ataque do companheiro $talinácio ao sistema judiciário também foi criminoso: "O delegado que me investigou e disse que o apartamento era meu, mentiu. O juiz que me condenou dizendo que o apartamento era meu, mentiu. A imprensa que me massacrou dizendo que o apartamento era meu, mentiu. Eu acredito na Justiça. Numa Justiça justa, que vota um processo baseado nos autos do processo, nas informações das acusações, das defesas, na prova concreta. O que eu não posso admitir é um procurador que fez um PowerPoint e foi para a televisão dizer que o PT é uma organização criminosa que nasceu para roubar o Brasil e que o Lula, por ser a figura mais importante do partido, o Lula é o chefe. Portanto, se o Lula é o chefe, diz o procurador, eu não preciso de provas, eu tenho convicção".

Lula focou seu ataque nas figuras de Sérgio Moro e Deltan Dalagnol: “Esse mesmo procurador disse que o Lula, como principal líder do PT, era culpado. Que não precisava de provas porque tinha convicção que o Lula era culpado", já aos berros ele completou: "Eu quero que a convicção dele fique para ele e para os comparsas dele. Para me condenar, eu quero provas! Nenhum deles tem coragem ou dorme com a consciência tranquila, da honestidade, da inocência que eu durmo. Eu não tenho medo deles. Eu até já falei que gostaria de fazer um debate com o Moro sobre a denúncia que ele fez contra mim. Eu gostaria que ele me mostrasse alguma coisa de prova. Não pensem que eu sou contra a Lava Jato . Se pegar bandido, tem que pegar bandido mesmo que roubou e prender. Todos nós queremos isso. Todos nós queremos isso. Todos nós falamos 'só prendem pobre, não prendem rico'. Eu quero que continue prendendo rico, eu quero".

Preso e inelegível, Lula terá pouco poder de influência na sucessão de Michel Temer (outro potencial candidato à prisão por corrupção). Lula candidato, livre ou preso, é sempre forte. No entanto, o apoio dele a outros candidatos de extrema esquerda pode ser inútil. No show-missa de mentira, Lula elogiou os potenciais jovens candidatos da canhota radical que estiveram todo tempo ao seu lado: Manuela D’Ávila (PC do B) e Guilherme Boulos (PSOL e MTST). Não é provável que ambos se tornem aliados de Fernando Haddad – o provável petista candidato a uma fragorosa derrota na corrida maluca ao Palácio do Planalto em 2018.

A disputa vem repleta de pretensas “novidades” pela esquerda. Marina Silva se lançou candidata (pela terceira vez). Joaquim Barbosa, ex-ministro do STF que brilhou no Mensalão, se filiou ao PSB. Geraldo Alckmin largou o Governo de São Paulo apavorado se as denúncias contra o preso Paulo Preto prejudicarão sua candidatura que não decola nas pesquisas. Rodrigo Maia, pelo DEM, parece mais um facdoideira lançada pelo pai dele, o César Maia que inventou a expressão factóide). Henrique Meirelles é outra piada que nem seus amados rentistas e banqueiros levam a sério. O nome de Jair Bolsonaro vem crescendo de modo consistente, porém precisa se consolidar com propostas de mudanças estruturais que apaguem o rótulo de mero radical de direita.

O Brasil do bem respira aliviado e até comemora (numa infeliz felicidade institucional) que Lula começa a cumprir os 12 anos e um mês de condenação à prisão pelo caso do Triplex. Ninguém se surpreenda que, na semana que começa, o juiz Sérgio Fernando Moro lhe imponha mais uma condenação à prisão (no caso do Sítio de Atibaia). Lula preso é a condição ideal para receber uma nova sentença prisional...

Só um golpe no STF, acabando com a prisão após condenação confirmada por órgão colegiado em segunda instância judicial, pode tirar Lula da cadeia rapidamente. É bom ficar de olho em possíveis armações togadas na sessão de quarta-feira no Supremo. Temos de protestar e impedir que o mal prevaleça.




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



18/09/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!Ereções...
17/09/2018 - Eleições no DF em clima de pesadelo - Leandro Colon - Sofre o eleitor do Distrito Federal a menos de...
15/09/2018 - A Brasília dos avoados - Mário Sérgio Conti - Lá se vão 30 anos desde que Joaquim Pedro de...
13/09/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!Piada...
13/09/2018 - Tática em teste - Janio de Freitas - A oficialização da candidatura de Fernando Haddad é o...
11/09/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Brasil...
10/09/2018 - O risco do mais do mesmo após a eleição - Jorge Serrão - Não adianta esperar por “Diálogo Civilizado” durante a campanha...
10/09/2018 - Independência e sabotagem da Nação - Mário Sérgio de Melo - Dia de comemoração da Independência, quase duzentos anos! Dia...
07/09/2018 - A facada! - Carlos Maurício Mantiqueira - Antes de mais nada, rezemos a Deus pelo pronto...
07/09/2018 - Deixar em ruínas - Vladimir Safatle - Dificilmente alguém conseguiu sintetizar de forma tão precisa a...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca