Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 18 de agosto de 2018  


27/01/2018
Num estupendo verão - Ruy Castro

No verão de 1958, há 60 anos, exatamente nesta época, num predinho da rua Nascimento Silva, o jovem Tom Jobim estava tirando do piano uma beleza atrás da outra. A alguns quarteirões, na esquina de Henrique Dumont com a praia, o poeta Vinicius de Moraes vestia com letras essas canções. Ou o contrário –a música é que era aplicada à letra.

Elas se destinavam a um LP a ser produzido pelo jornalista Irineu Garcia para seu selo fonográfico, Festa, especializado em gravar poetas lendo seus poemas. Irineu lançara ótimos discos com Drummond, Bandeira, Schmidt, João Cabral, mas sentia que, com Vinicius, deveria fazer diferente.

Vinicius era musical. Gostava de tocar violão e cantar em casas de amigos e, desde 1956, estava ligado a Jobim. Eles tinham feito o musical "Orfeu da Conceição", de que saíra "Se Todos Fossem Iguais a Você". Donde, pensou Irineu, por que não gravar Vinicius com música, na voz de uma cantora como, digamos, Dolores Duran?

Tom e Vinicius, empolgados, apresentaram a Irineu um caderno com 13 novas canções, já com arranjos de Tom. Ao violinista Irany Pinto coube arregimentar os músicos, e que timaço ele armou: Copinha na flauta, Gaúcho e Maciel nos trombones, Herbert na trompa, Vidal no contrabaixo, Juca Stockler na bateria e mais sete violinos, duas violas e dois cellos. O estúdio seria o da Odeon, no edifício São Borja, em frente à Cinelândia, o mesmo, aliás, em que Tom trabalhava como arranjador.

Não houve acordo com Dolores –ela pediu alto demais. Vinicius sugeriu Elizeth Cardoso e Elizeth topou. Tom trouxe um violonista que achava indispensável para certas faixas –João Gilberto. E assim, dali a dias, naquele estupendo verão, gravou-se o LP "Canção do Amor Demais". Que abria direto com um samba chamado "Chega de Saudade", e o resto você sabe.Encaminhado por Carlso SA.




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



15/08/2018 - Bijou, quelônios e censura - Hélio Schwarstman - Paulistanos com mais de 50 anos hão de recordar-se...
15/08/2018 - Barulho histérico - Rubens Shirassu Júnior* - Os moradores de várias cidades do Brasil estão estressados,...
14/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!Pensamento...
14/08/2018 - Nascem estrelas no fim do andar - Rubens Shirassu Júnior - Numa das mais belas e tocantes metáforas do ato...
13/08/2018 - Uma fornalha chamada Terra - Clóvis Rossi - Os ponteiros do relógio da catedral de Utrecht, na...
13/08/2018 - Ainda o debate - Celso Rocha de Barros - O debate entre os presidenciáveis da última quinta-feira (9) na TV...
11/08/2018 - A coruja de Ipanema - Ruy Castro - Há um mês que a vemos, todas as manhãs,...
11/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - De tanto botox, o Alvaro Dias ficou a cara...
09/08/2018 - Macaco Simão...Urgente - Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República!É...
09/08/2018 - O previsível golpe da fraude eleitoral - Jorge Serrão - Lei existe para ser cumprida... Lei que precisa de...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca