Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 20 de novembro de 2018  


26/10/2018
Brasília, a nossa - William Santiago

Ai ave branca
De asa azul
De peito verde
Fantasiada
De avião;
De ti preciso;
Da tal magia
Tão decantada,
Em prosa e verso.
Pergunto agora:
Fama e destino
Dessas paragens
Certas serão?

Peço-te ouvidos,
Terás agora
Que me ajudar;
Fazer-me crer
Que aqui mesmo
Devo acampar,
Se é verdade
Que continente
E conteúdo
Abarcam tudo
Que um vivente,
Pobre, sem luxo,
Possa esperar.

Se confirmado
Que é verdade
Teus horizontes
Teu céu, teus montes
São benfazejos,
Então me rendo,
Hei de ficar.

Fortes indícios
Dessas notícias
Em meio às Quadras
Fácil, senhores,
De se notar:
Nos teus gramados.
Catando insetos
Bicando mangas
Ou abacates
Ou jamelões,
Pisoteados,
Mas que importa
Se a se fartar
Correm ligeiros
Ou voam livres
De galho em galho
Leves e soltos
Entre esses outros
Os joões-de-barro
Os bem-te-vis
E os sabiás.

Do Lago migram,
De vez em quando,
Garças e outras
Aves pernaltas
De outras plagas,
De bicos longos
Próprios, no jeito,
Para pescar.

Também há gentes
De todos lados
Jeitos, sotaques
Brasil inteiro
A domicilio
Aqui, oh gente,
Já fez seu lar.
E ultimamente
Até estrangeiros
De todas partes
Vêm ansiosos
Te adotar.

E há crianças
E brincadeiras
E algazarras
Vida em constante
Aprimorar.
Já tem História,
Tem o Graminha,
E um certo Táxi
Que os peraltas
Da Asa Sul,
Que confusão,
Apelidaram
De Alemão.

Se há uma outra
Brasília, gente,
É outra mesmo,
Bem diferente,
Não é a nossa,
A nossa é viva,
Esfuziante,
Se não tem praia,
Se não tem mar,
Tem nosso Lago
A que chamamos
Paranoá.

Por essas e outras,
Daqui em diante,
Aqui é o pouso,
Será o ninho,
Ponto final.
Junto ou sozinho,
Este é o lugar
De descansar.
Sina cigana,
De um turbilhão
Do vago mundo,
Chega, amigos,
Desse eterno,
Externo e interno,
Perambular.

(Brasília, 1985/2015)
William Santiago




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



03/11/2018 - Escola de Música de Brasília. Inscrições - A Escola de Música de Brasília (EMB) está com...
31/10/2018 - Marcial, Rei do Maracanã - William Santiago -     O pensamento vagueia e uma notícia triste o...
27/10/2018 - Boa Noite, Esbórnia - William Santiago - E toda tardeAlgazarraÀ porta do barVozes violõesMesas irmanadasTinir de...
18/09/2018 - Festival de Cinema de Brasília em Sobradinho com entrada gratuita - O Festival de Brasília chega ao quinto dia nesta...
16/08/2018 - Dois poemas de Drummond - O maior trem do mundo.(Carlos Drummond de Andrade)O maior...
13/08/2018 - Longas e Curtas da Mostra Brasilia do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro - A Comissão de Seleção e do Comitê Gestor do...
31/07/2018 - Crítica do premiado cineasta Vladimir Carvalho a respeito do filme do Pedro Lacerda - Um sangue ancestral
27/07/2018 - Receita de feijoada a la Vinicius - Amiga Helena SangirardiConforme um dia eu prometiOnde, confesso que...
18/06/2018 - Epigrama n º 13 - Cecilia Meireles - PASSARAM os reis coroados de ouro,e os heróis coroados...
15/06/2018 - Miséria - Cecília Meireles - HOJE é tarde para os desejos,e nem me interessa...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca