Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 20 de junho de 2018  


19/12/2017
Renovar para salvar - Jacob Fortes

Jacob Fortes de Carvalho, de Sobradinho

Avizinha-se o ano de 2018 e, com ele, as eleições para Presidente da República, Governadores, Senadores e Deputados. Centenas de “fichas-sujas” irão concorrer a esses cargos eletivos. Justo eles que deslustraram a honra do Brasil impondo-lhe o desonroso título de nação mais corrupta da América do Sul, atrás apenas da Venezuela.

Esses ribaldos, depois de quatro anos de sumidos irão bater à porta do eleitor trajando manto de cordeiro para ocultar sua pele de lobo. Cheios de apetite abrirão a sua caixa de arte mágica para seduzir o eleitor com ingredientes dulcificados assim como faz o açúcar em relação ao café. Chegarão sedentos por amealhar os votos que lhes credenciarão a fazer o que lhes é de costume: prestar relevantes favores não a quem os sufragou, mas a eles próprios, aos seus privados, seus lisonjeiros, sua parentela, enfim precisam de imunidades para continuar gatunando às braçadas. Nisso são amestrados. Esbanjando sorrisos (mais artificiais do que espontâneos) apresentar-se-ão afáveis, maneirosos, mais promesseiros do que nunca. Porém, depois de eleitos fazem o que tem costume de fazer: desaparecem. Viram as costas para quem os sufragou; olvidam-se de compromissos votivos; transformam os olhos em espelhos voltados para dentro ignorando o bracejar dos eleitores; agora desimportantes.

Quem se dispuser a garimpar dentro da política, mesmo com o olhar atento de um cavouqueiro diamantífero, um respeitável nome para o cargo de mandatário nacional terá dificuldade de encontrar. Nomes talhados para esse papel deveriam ser encontrados facilmente dentro da política assim como outrora se encontrava um pistoleiro dentro do cangaço, mas no Brasil não é assim. Rara é a presença da probidade no seio da classe política.

Já que esses infiéis tem o dom de degradar a confiança dos eleitores, (aliás, cansados da mesmice dolorosa), então que sejam substituídos. Avalizar pela segunda vez essa irmandade hematófaga seria apegar-se ao sofrimento, remastigar desenganos. Carta branca não combina com ficha-suja, combina com dignidade, retidão. A cor branca, também conhecida por “cor da luz”, significa paz, pureza, limpeza, virtude e amor a Deus.  As cores da corrupção são tenebrosas; o Brasil precisa de mais luz para afugentar essas trevas. Urge, pois, fazer, por meio do voto, o que precisa ser feito: cassar a outorga dos traidores. “Você fez uma, você fez duas, mas três não vou deixar você fazer” (Adoniram Barbosa).

Ou se expurgam os arqui-inimigos do povo, fabricantes do atraso brasileiro, ou o mal triunfará; a Nação será empurrada para cenários mais trágicos, a podridão será ainda maior. Nada melhor que a renovação para fazer apear do poder a madrinha das iniquidades sociais: a corrupção.

Proceda-se, pois, a expurgação dos corrompidos e nomeiem-se os íntegros; que queiram servir ao Brasil. Estes podem ser encontrados em qualquer lugar: dentro de um mosteiro, no setor privado, numa a agremiação militar, religiosa ou esportiva. Na política, não.

Inspirado no apóstolo Paulo (“Onde abundou o pecado superabundou a graça”) digo que onde abundou a corrupção pode superabundar a virtude, mas para isso a necessidade de mudança se impõe. Só as mudanças ensejam novas perspectivas. O eleitor precisa renovar para salvar a si e ao BRASIL.

Esta mensagem se destina a esperançar o ânimo da gente brasileira para 2018; esperançar está para o homem assim como a rega está para o vegetal.  Nesta véspera da NATIVIDADE DE JESUS é o que tenho para oferecer ao Brasil e aos brasileiros, sobremaneira os que não foram libertados da cegueira do analfabetismo, os desamparados dos serviços públicos, os que, de cabeças envergadas para abaixo, padecem sob os mandamentos da exclusão.

Que Deus, acima deste céu, impeça outras rajadas de destroços contra o Brasil e que retire os espinhos por certo cravejados na alma dos que, intoxicados de ganância, deram causa a tantos malefícios: os corruptos.

                                                                                  




« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  



SEM COMENTÁRIOS



13/06/2018 - Lançamento do CD Amor Caipirano - O músico Carlos Pascoal estará lançando o seu primeiro...
05/06/2018 - E o chefão quadrilheiro continua em cana... - José Monte Aragão -                 Após...
31/05/2018 - As boas do Cicim - Cícero Ferreira - GREVE DOS CAMIONEIROSHoje 31 de maio, 11 dias que se instalou...
28/05/2018 - Escravização dos brasileiros - Por Jacob Fortes - Custa acreditar! Os mesmos tempos modernos que alforriaram o...
25/05/2018 - As boas do Cicim - Cícero Ferreira - VOTAR CERTO É DEVERA politica não para um instante...
21/05/2018 - As boas do Cicim - Cícero Ferreira - ELEIÇÃO DIFÍCILClaro que o Brasil cresceu, evoluiu e aumentou...
16/05/2018 - As boas do Cicim - Cícero Ferreira Filisteu - CAIU A MÁSCARAAlô pessoal, simplesmente, a informação do diretor...
14/05/2018 - "Foro Privilegiado" - Por Jacob Fortes - Que o Brasil é fecundo em desigualdades sociais isso...
11/05/2018 - Trevo de Triagem Norte - As obras no Trevo de Triagem Norte estão 35,38% executadas. O...
05/05/2018 - As boas do Cicim - Cícero Ferreira - MAIO MÊS DE MARIA SANTÍSSIMAEstá-se no quinto mês maio,...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca