Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca

O que você espera de 2017?

 
ver todos os resultados
 
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 19 de agosto de 2017  


27/07/2007
Teodoro Freire, o senhor Comendador

Julio Fernandes
Teodoro com a comenda, aplaudido por Lula, Marisa e Gil

O dia 8 de novembro de 2006, foi mais um dia de festa para o maranhense mestre de bumba-meu-boi Teodoro Freire, 86 anos. Ele foi agraciado e recebeu das mãos do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Cultura Gilberto Gil a condecoração Ordem do Mérito Cultural, no grau de Comendador. A solenidade se deu no Palácio do Planalto e foram distinguidos com a Ordem outras 30 personalidades e 11 representantes de grupos e instituições culturais. Para Teodoro – há mais de 40 anos responsável pela difusão do bumba-meu-boi no Distrito Federal e, especialmente em Sobradinho, cidade que adotou e foi adotado, “este foi um motivo de grande felicidade e uma grata satisfação em ver que as pessoas e autoridades estão valorizando mais e mais a cultura popular”. Ele levou o grupo com seus integrantes e fizeram apresentação na parte externa do Palácio do Planalto, cujo grito ecoou por toda a Esplanada dos Ministérios. Por sua vez, Gilberto Gil disse que as homenagens representam o reconhecimento da relevância de personalidades, obras, segmentos e ações culturais no Brasil, respeitando, sempre, a idéia de diversidade cultural.

Criada em 1995 pelo Ministério da Cultura, a Ordem do Mérito Cultural é um reconhecimento do Governo Federal a personalidades e instituições – públicas e privadas – que se destacam ou se destacaram por suas contribuições à cultura brasileira. Inspirada numa antiga tradição portuguesa, introduzida no Brasil durante o II Reinado, é a única no País voltada exclusivamente para a valorização da cultura. Ela é entregue anualmente, por ocasião do Dia Nacional da Cultura, celebrado 5 de novembro , tem cerca de 320 agraciados. É considerada uma das mais importantes celebrações em legitimação e reconhecimento às ações culturais desenvolvidas no Brasil. A seleção é feita por uma comissão nomeada pelo governo e integrada por representantes de vários ministérios.

História – Em 25 de janeiro de 1963, em Sobradinho, era fundada a instituição Centro de Tradições Populares. Graças à sua persistência e incansável dedicação, Mestre Teodoro, como é conhecido, fez do Bumba-Meu-Boi um importante foco de resistência cultural – de uma cultura popular que se expandiu nacionalmente por conta de sua participação em filmes, vídeos, documentários, projetos culturais, além de trabalhos desenvolvidos por professores da Universidade de Brasília (UnB), local onde trabalhou até sua aposentadoria. Os anos 70 marcaram fértil parceria entre o artista e a UnB. Participou do vídeo Dança de Brasília, da professora Odeteh Ernest Dias, do Departamento de Música. Em 1076, fez parte do filme O Boi do Teodoro, produzido por Marcos Mendes, George Leal Diabe, Sérgio Moriconi e o professor Ferman. Entre 1980 e 81, esteve em duas produções da Faculdade de Comuinicação da UnB – o documentário Dois Candangos, do professor Armando Bulcão, e o filme Companheiros Velhos de Guerra, de Vladimir de Carvalho.

O bumba-meu-boi também apareceu no filme A Cultura de Brasília, de Geraldo Moraes; no premiado vídeo Bumba-Seu-Teodoro-Meu-Boi, do cineasta Pedro Lacerda e produção de Wanderley Silva; no média-metragem Guardião do Rito, de William Alves e Nôga Ribeiro. Teodoro já foi tema de mestrado, de aulas do Departamento de História da UnB, e acabou levando para dentro da Universidade toda a riqueza da cultura popular. Depois de mais de quatro décadas de luta quase solitária, o Bumba-meu-boi de seu Teodoro tornou-se Patrimônio Cultural do Governo do Distrito Federal. O título foi concedido em julho de 2004. “Agora, o boi está garantido. O governo assumiu a obrigação de manter a tradição”, disse o mestre à época.

Tarcísio Pádua








« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  

COMENTÁRIOS
Enviado por: OLAVO BATISTA FILHO - E-mail: batistaolavo@yahoo.com

É compadre, seu Teodoro, é sem sombras de dúvida, uma relíquia de nossa amada cidade serrana e do Brasil. Seus filhos , o grande Zé Carlos (mais conhecido como Tacumã) e o grande Aporé, devem se orgulharem desse velho maranhense. Abraço, OLAVO
Enviado por: Fernando Corrêa da Silva - E-mail: correa2006@brturbo.com.br

Parabéns, Tarcísio, por valorizar nossos talentos, como o Teodoro Freire. Estou enviando uma pequena colaboração em forma de perfil ou artigo sobre o nosso Teodoro.
Enviado por: antonio aguiar (antonio do kosmo) - E-mail: antonioverasaguiar@hotmail.com.br

olá gente, ótima matéria acerca de uma pessoa a quem tanto sobradinho deve sobretudo respeito; vivi minha infancia ao redor do bumba meu boi "CTP" e seus ensaios e apresentações fazem parte de minhas lembranças.



23/07/2011 - Momento para meditação - Luiz Pereira da Costa - Quando nos preocupamos mais com os outros, Que com...
07/12/2010 - Espalhe essa ideia para o Natal 2010 (Pinheirinho) - Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal?...
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca