Busca:
   Acontece
   Artigos
   Condomínios
   Entrevistas
   Fazendo Arte
   Galeria
   Gente
   Opinião
   Promoções
   Sobradinho
   Sobradinho II
   Úteis
   Vale a pena acessar
   Esporte
   Sobradinho 48
   Planaltina
   Paranoá
   cobertura
Busca

O que você espera de 2017?

 
ver todos os resultados
 
Busca
Receba em seu e-mail as atualizações de nosso blog
Nome
E-mail
cadastrar desativar
 
  Regras do Blog | Perfil do tpadua 25 de junho de 2017  


12/10/2009
Moradores estão preocupados com a futura negociação dos lotes com a Terracap

Júnia Bittencourt

Moradores de condomínios implantados em área de propriedade da Terracap estão sob alerta constante quanto a uma futura avaliação dos lotes que ocupam.
Isso porque os preços praticados pela Companhia Imobiliária de Brasília – Terracap são bem mais altos do que os considerados justos pelos moradores. A Terracap tem procedimentos de avaliação que leva em consideração o preço de mercado, descontando as benfeitorias realizadas pelos moradores pelo valor nominal, abatendo os desgastes pelo tempo e uso. A valorização que os imóveis perceberam com os investimentos dos moradores não entra no cálculo, o que não é justo, pois toda a valorização que existe hoje é fruto do recursos e trabalho da comunidade. Os condomínios hoje são valorizados por toda infra estrutura custeada pelos moradores e a qualidade de vida que proporcionam. Portanto, se alguém tem que ganhar com isso, são eles próprios e não uma empresa que nada investiu no local.
Para os moradores, a venda sendo realizada pela empresa do GDF acaba com foco social do processo de regularização. Como está sendo tratado torna-se apenas uma compra e venda e esse não é o objetivo da regularização. Os moradores não podem ser penalizados pelos valores praticados no mercado, que por sinal, grande parte é resultado de seus investimentos. A Terracap é quem dita o mercado, ela o monopoliza. Exemplo disso é o próprio valor atribuído ao metro quadrado dos futuros imóveis no Setor Noroeste, ofertado a oito mil reais em média.. É de assustar. 


« voltar  |  Enviar este conteúdo  |  Imprimir este conteúdo  |  Comentar esse conteúdo  |  

COMENTÁRIOS
Enviado por: Rogerio Cruz - E-mail: rogeriokuruka@Hotmail.com

É necessário desconstituir o GDF e a União Federal do processo de regularização das áreas de condomínios "irregulares" do DF. Só a Justiça poderá, de maneira isenta e sem maniqueísmo político resolver essa situação. A partir de agora o que veremos no cenário, será a urubuzada política (re)fazer dessa situação, seu banquete eleitoreiro. Onde estás tu ó judiciário que não respondes!
Enviado por: Maria augusta Bittar - E-mail: bibittar@hotmail.com

Ah , Dona Júnia, Poupe-nos de sua verdadeira intenção.Por trás desse discurso que todos nós conhecemos bem, existe uma vontade enorme de ser Deputada Distrital. Melhor procurar outra bandeira, isso ai ,... já não cola mais. Beijo



01/10/2008 - Decreto do GDF autoriza término de construções em condomínios - Os moradores de condomínios em fase de regularização poderão...
21/11/2007 - Terracap anuncia legalização de mais 1.233 lotes em janeiro - A segunda etapa de regularização dos condomínios do Setor...
19/10/2007 - Preço médio dos lotes em condomínios diminui para R$ 79 mil -  O GDF divulgou  a tabela com os preços de...
09/10/2007 - Alto da Boa Vista tem licença ambiental liberada - O condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho, iniciou...
29/08/2007 - Pouca procura para assinatura do termo de opção para a venda direta de condomínios - Poucas pessoas se apresentaram para solicitarem assinatura no termo...
20/08/2007 - Estendido o prazo de pagamento em lotes de condomínios - O Banco de Brasília deverá financiar em até 120...
10/08/2007 - Arruda e Ministério Público não se entedem quanto aos condomínios - O Ministério Público do Distrito Federal (MPDF), divulgou nota...
25/07/2007 - Arruda insiste que venda dos terrenos em condomínios tenha por base o IPTU - Para o governador José Roberto Arruda não houve descumprimento...
19/07/2007 - Impasse entre MPDF e GDF atrasará regularização - No entender do Ministério Público do Distrito federal (MPDF),...
19/07/2007 - Bravos do cerrado - Condomínios horizontais se expandiram pelo Distrito Federal e devastaram grande parte do cerrado. Os poucos que resistem à especulação imobiliária con
Destaques
Registros Históricos - Carlos I.S. Azambuja
São registros históricos que comprovam a veracidade do que dizemos quase que diariamente. Quem diz o contrário é ignorante, por não ter nascido naquela época e não haver estudado a História verdadeira (com agá maiúsculo), ou por ser mal intencionado mesmo, como...



Pólo de Cinema. O sonho não acabou, ainda - Pedro Lacerda*
Não é a primeira vez que alguém tenta acabar com o sonho do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, localizado em nossa Sobradinho. Desta vez, nos parece que é o próprio governo que está pretendendo dar um fim...



Marcada para segunda-feira,4, Audiência Pública para tratar do Ribeirão Sobradinho
Está marcado para acontecer dia 4 de novembro, uma segunda-feira, Audiência Pública proposta pela Câmara Legislativa do Distrito Federal exclusiva para tratar do Ribeirão Sobradinho. O evento será às 15 horas na Casa do Ribeirão Q. 9 Área Especial, frente para...



Busca